Enfermagem no Canadá


Enfermagem

Constantemente ouvimos que no Canadá principalmente em Quebec, estão precisando de enfermeiras dizem os salários são ótimos que existe bom reconhecimento do profissional. Outro dia uma pessoa representante do governo Canadense esteve no Brasil com uma comitiva para recrutar enfermeiros, foram varias palestras por todo o Brasil, inclusive apareceu na TV durante o Bom Dia Brasil (publicamos no post logo abaixo).

Alguns de vocês sabem que a Sheylla é enfermeira, vocês não imaginam a repercussão que gerou no Hospital que ela trabalha, todo mundo queria o seu lugar no “Paraiso”, foram varios profissionais no solicitando ajuda e informações.

Com isso resolvemos publicar esse post para transmitir a nossa opinião sobre tudo isso:

  • Realmente os salários são bons, e a carência é enorme.
Porém:
  • Para participar do processo de imigração para Quebec são necessárias no mínimo 150 horas de estudos de francês.
  • Falaram muito sobre reembolso para estudos de francês, isso existe mesmo, mas somente para quem já foi selecionado no processo de imigração, ou seja primeiro você precisa pagar as 150 horas e depois se for aceito poderá usar o reembolso se quiser continuar estudando.
  • O diploma de enfermagem do Brasil não é reconhecido automaticamente no Canada, você deverá fazer uma equivalência, após uma analise de histórico da faculdade e experiencia profissional (essa analise demora um mínimo de 3 meses após envio de todos os documentos traduzidos para o francês por um tradutor credenciado pela Ordem dos Enfermeiros do Quebec ) a ordem decide se vc tem que fazer um estágio somente ou estudar ( de 6 meses a 1 ano) alem de fazer o estágio.
  •  Você terá que fazer também uma prova de conhecimento de francês para poder trabalhar.
  • Se candidatar ao processo de imigração de Quebec inclui pagar taxas em dólares canadenses, no nosso caso 699 dólares para um casal com um filho. Não reembolsáveis no caso de não ser aceito pelo Quebec. Essas taxas já aumentaram, quase dobraram.
  • Se aprovado no processo que inclui uma entrevista 100% em francês, você poderá dar andamento no processo federal, isso quer dizer novamente pagar mais algumas taxas em dólares canadenses.
  • Normalmente o processo leva em torno de 1 ano e meio para ser concluído,  a profissão de enfermeiro pode acelerar mas não conte com isso.
  • O governo não garante emprego nem moradia.
E porque estamos nessa??
  • Não é tão difícil aprender francês, apesar de quase termos enlouquecido quando aprendemos os números.
  • Sabemos que o começo lá nas terras geladas será árduo mas em 2 anos teremos algo que não conseguiríamos em 20 anos no Brasil.
  • Segurança em todos os níveis: profissional, pessoal, patrimonial e outros.
  • Boa educação para o nosso filho, sim existem ótimas escolas publicas.
  • Entre outras varias que vocês já devem ter ouvido falar.
Bom espero que nos não tenhamos desanimado ninguém, e estamos a disposição para ajudar a todos.
Abraços,
She e Alain
About these ads

Sobre ideiagelada

Relatos de uma familia em busca de uma vida no Canadá

Publicado em 23/04/2011, em Enfermagem no Quebec e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 87 Comentários.

  1. Sou enfermeira há 11 ans , casada e ´~ae de uma menina de 7 anos. Etamos querendo fazer o processo de imigração para isso, primeiro vamos começar um curso particular de francespara ano que vem dar entrada. Estamos certos?

    • Perfeito!

      É isso mesmo, você com profissão de enfermeira, casada e com filhos certamente você está apta a se candidatar ao processo do Quebec.

      Porém eles exigem que você e seu marido tenham no minimo 150 horas de francês, antes de se candidatar. Nós aconselhamos que você procure uma escola focada em conversação, isso porque depois de aceita no processo do Quebec voce terá um voucher de 1500 dólares canadenses para usar em cursos de francês na aliança francesa.

      De que cidade vocês são?

      Abraços,

      Alain

  2. Caroline Nobre

    Oi, eu estou me formando em julho, sou de Fortaleza, morei no canada em Montreal em 2008 por seis meses, aprendi o ingles mas o frances está a desejar1 Gostaria muito de fazer a seleção. Você poderia me informar mais ?
    Atc,
    Caroline

  3. Olá participei ontem da palestra de orientação em BH, cabeça a mil agora estou com 35 anos tenho 6 de formado sou especialista em neonatologia e pediatria, nivel intermediario em inglês(risos não vale muita coisa) sou do ES aqui trabalho como tec de enfermagem efetivo e tenho dois contratos temporarios como enfermeiro (a coisa não esta nada boa a anos não temos concurso publico e o mercado está encharcado) nos tres empregos juntos tiro uma média de 6 mil reais (meu cargo efetivo como técnico paga o melhor salario) fiquei com algumas duvidas na palestra:
    1 – realmente tenho que fazer o frances (e olha que não achei tão caro o curso da aliança francesa aqui do estado)
    2 – tentei entrar no site emploiquebec como orientaram para procurar ofertas de emprego e não consegui (tudo tá em frances)
    3 – segundo o palestrante fazemos um estagio de 2 meses remunerado e depois mais um ano se preparando para fazer a prova do COREN(o conselho de lá) a pergunta é esse estagio remunerado dá pra se manter lá
    abraços e aguardo retorno
    renan souza

    • Renan, bom dia!

      Vou responder as suas perguntas e qualquer duvida me mande um e-mail sabeaquele@hotmail.com

      1 – Sim você terá que fazer francês independente da profissão, a unica vantagem é que para enfermeiros você precisa do nivel A2, sendo que para outras profissoes aconselham o nivel A3 e A4. Depois lá em Montreal a maioria dos Hospitais a língua principal é a francesa sem ela voce não conseguirá trabalhar. A minha dica é que você procure uma escola focada em conversação pois é o que vão te exigir no escritorio de Quebec, deixe a Aliança para depois que voce tiver o CSQ pois poderá usar um credito de 1500 dolares.

      2 – Assim como todos os sites oficiais no canada voce encontrará tb em ingles, segue o link http://emploiquebec.net/index_en.asp

      3 – Vou fazer um post com os gastos comuns em uma cidade como Montreal, incluindo: aluguel, carro, supermercado, metro, telefone, internet, luz, tv a cabo etc…

      Abraços e qualquer coisa manda um email sabeaquele@hotmail.com

  4. Olá Sheilla e Alain,

    Esses contatos que estamos (eu e meu marido) mantendo com nossos conterrâneos brasileiros durante o processo que antecede a imigração, têm sido,sem dúvida, fundamentais.
    Temos conhecido muitas pessoas, e, junto com cada uma delas, recebemos informações imprescindíveis.
    Sou Enfermeira, tenho 36 anos, sou casada, meu marido é Engenheiro Civil e temos dois filhos: uma menina de quatro anos e um menino de dez anos.
    Decidimos mudar de país pela mesma razão que a grande maioria das pessoas…trabalho, remuneração, medo da violência….enfim, tudo o que vc já deve saber muito bm. Somos de Recife, e, desde que assistimos a primeira palestra sobre imigração, iniciamos nosso curs de francês(eu, Fredson e o filho mais velho, Mateus), mas muitas são as dúvidas em relação ao processo todo, portanto, se puder nos ajudar com alguma informação, seremos extremamente gratos.
    1-Em primeiro lugar, gostaria de saber quais são exatamente os formulários e documentos que compões o dossiê pois no site há uma infinidade deles, mas estamos certos de que nem todos devem ser preenchidos;2- em relação à documentação profissional, quais documentos devemos solicitar à Universidade para que possamos buscar a equivalência dos diplomas? 3-Esta equivalência só pode ser feita ao chegarmos no Canadá, ou pode ser iniciada aqui? 4- Há mercado na cidade de Quebec? (inicialmente pretendemos ir para a cidade de Quebec, embora nosso objetivo para o futuro seja Montreal).5- Em relação aos “planos B e C, ou quem sabe ainda D e E(rs), há algo que vc sugira? Como foi no seu caso?

    Bom,

    Se eu não parar por aqui você vai desistir de se comunicar comigo…

    Estamos ansiosos por um retorno, ok?!

    Grande Abraço e fiquem com Deus!!!

    • Olá Ana Paula tudo bem? sobre os formulários sabemos bem sobre a etapa do Quebec ( sobre a parte federal não fizemos ainda ) vou fazer um post sobre a documentação do Québec, assim mais pessoas podem ler…
      Sobre a equivalencia não fiz nada ainda…tem um pessoal que faz francês no mesmo lugar que eu que começou a equivalencia aqui no Brasil,vc pode mandar um e-mail em francês pro conselho de enfermagem de lá e perguntar… mas me falaram que não vale a pena…pois da muito trabalho…ainda mais agora que mudou o processo de equivalencia, soubemos na palestra que está menos complicado, que vc faz um estagio com um enfermeiro logo que chega lá e já pode trabalhar por um ano enquanto estuda para a prova do conselho ( que agora é prática e não mais teórica). Ouvimos isso na palestra do governo do Quebéc, e é só isso que sei, se for assim mesmo, fica impossivel fazer antes de estar lá…
      Eu vou pra Montreal, mas se vc for para outras cidades menores conta mais pontos ainda na entrevista… e tem mercado de trabalho sim… em todas as cidades.
      Sobre os planos é o seguinte…o plano A é o plano ideal, o motivo que vc está imigrando, vou falar que quero ir pra ser enfermeira, pq amo minha profissão e sei que eles precisam de enfermeiros lá…tenho o plano B que é oq irei fazer até ser aceita pela ordem, vc tem que dizer q sabe que não poderá trabalhar como enfermeira pois sua profissão é regulamentada por uma ordem, eles irão perguntar oq vc vai fazer enquanto isso…o ideal é falar que vc vai estudar durante esse ano e tentar trabalhar DENTRO DE UM HOSPITAL como qualquer coisa, pode ser um cargo administrativo, ou ainda melhor se vc falar q vai fazer voluntariado em um hospital para ir aprendendo a cultura, os costumes, aprimorando o frances e aprendendo a forma de trabalho deles. O plano C é se tudo isso der errado…como vc vai se sustentar? tem que falar que vai conseguir um emprego menos remunerado, vendedora, qualquer coisa…para aprender a lingua e a cultura. O plano D é seu plano secreto…uma coisa que vc queira mas não vai falar…digamos qe vc não queira mais ser enfermira, queira fazer outra faculdade sei lá….mas isso não deve ser dito. No meu caso esse plano secreto não existe…heheh….quero ser enfermeira mesmo. Essa parte dos planos é só no dossiê da entrevista que vc vai colocar, e com cada plano tem q ter o budget com oferta de emprego, média de salário que vc vai ganhar e quanto vai gastar ( aluguel, moradia, supermercado etc…) quando manda a documentação pelo correio não coloca nada disso…

      Espero que tenha te ajudado, qualquer dúvida pode perguntar, se eu souber vou ajudar com prazer…
      Abraços Sheylla

  5. Oi Sheylla hiper-interessante as dicas que vc dá. Já tive essa experiencia de ser enfermeira fora, trabalhei por 4 anos na Itália, mas a enfermagem deles é muito atrasada, lá eu fazia de tudo, ou seja… de auxiliar a enfermeira… Gostaria de saber como é a enfermagem do Canadá, se a gente tem autonomia ou se é vista apenas como auxiliar do “doutor”.
    Um grande abraço

    • Olá Elisangela!

      Que bom que você está gostando do Blog, isso nos dá um enorme incentivo para continuar!

      Um dos médicos que trabalha comigo fez uma especialização em Montreal, ele me disse que lá os enfermeiros são bem mais valorizados que no Brasil, inclusive disse que existe enfermeiros anestesistas, também me falou que cada um faz a sua função, lá não tem nem auxiliar nem técnico somente uma pessoa responsável por banho e demais tarefas que aqui são de auxiliares.

      O mercado de trabalho lá é excelente, os salários são ótimos. Isso porque faltam profissionais na área visto que para se formar lá são precisos 8 anos de faculdades.

      Qualquer duvida, é só falar.

      Um grande abraço!

      Sheylla

  6. Olá Sheilla e Alain,
    Soube da demanda do Canadá por enfermeiros por meio de um casal de amigos que estão imgrando(processo via Quebec) e meu esposo, psicologo, voltou do Canadá ha poucos dias e confirmou tudo q sabemos sobre os enfermeiros (salario e valorização).
    Sou formada há 03 anos, sou de Aracaju-SE, e trabalho desde então com Atenção Primária – Estrategia de Saúde da Familia, o qual é quem paga melhor aqui.
    Estou mto animada com a ideia, mas tenho mtas dúvidas e receios, afinal não tenho experiencia na área hospitalar.Falo bem ingles, não sei francês, mas meu esposo estudou alguns anos na Aliança Francesa daqui e qdo esteve no CA foi até Montreal e Quebec.
    E aí o que vcs me dizem…Como está a situação de vcs?
    É um passo mto sério.
    Parabéns pelo BLOG!Gostei demais!
    Aguardo retorno.
    Um abraço,
    Mysia

    • Olá Mysia… no Canadá, a base da saúde é a medicina da familia… não sei se vc sabe, mas todos no Canadá tem um médico de familia, qualquer problema vc passa pelo seu médico de familia, e ele vai encaminhar se não conseguir resolver o problema, as pessoas só procuram o hospital em caso de emergência. Não é como aqui no Brasil, que qualquer coisinha vamos ao hospital para consultar. A parte que não sei, é onde a enfermeira entra….mas acredito que antes de passar pelo médico de familia deve ter consulta com enfermeiros ( nos hospitais é assim). Então acredito que deve valer muito vc ter experiência nesta área. Vc falar bem inglês ajuda, mas pode até ser fluente, se não tiver françes, nem adianta tentar. Vc tem que provar o mínimo de 150h no inicio do processo, e ser capaz de se comunicar bem, pois a entrevista para ser aceito é inteira em françes! Para ser enfermeiro no Quebec precisa passar no exame da ordem de lá,mas antes de poder tentar fazer a prova deve fazer um teste de conhecimento de frances, vc deve saber falar muito bem…resumindo, não tem como escapar do françes…Nós já iniciamos o nosso processo, ja recebemos a carta dizendo q nosso dossie foi analisado e que em breve seremos chamados para a entrevista…então estamos esperando a carta de convocação…é isso, espero que tenha ajudado…
      abraços Sheylla

  7. Olá Sheylla, adorei seu blog…

    Eu e meu marido e nosso bebe gostariamos muito de irmos pro Québec, não temos a formação em áreas médicas(enfermagem, radiologia)mais entramos em cursos e estamos nos preparando pra tentarmos o processo.Assim como uma receitinha de bolo, nos diga ! que passos devemos dar.Colocamos isso como meta de vida para nossa família.Muitas dúvidas!!!! Desde já agradeço a ajuda.Beijo e muito sucesso e saúde a vc e sua família.

    Joice Elem

    • Oi Joice…sem dúvida o passo inicial e mais importante é o françes…sem saber a língua não adianta nem tentar. Quando decidimos imigrar fizemos um ano de aula para só depois iniciar o processo.( é obrigatório comprovar um mínimo de 150h) Outra coisa que é muito importante é ter um curso universitário, vc ou seu marido fizeram alguma faculdade, que curso vcs estão fazendo? Se não for curso universitário tem que ter um tecnologo ( 3 anos) ou técnico, se for técnico é bom ser em alguma área que eles precisam…. Joice todas essas coisas contam pontos, com excessão do frances que é eliminatório… resumindo, as coisas que contam são: filhos ( dizem que é mais importante do que vc, equivale a uma faculdade), casamento, idade ( até 35 anos a pontuação é máxima), e estudos. Boa sorte e qualquer dúvida pode perguntar.

      Abraços Sheylla

  8. Olá, Sheylla. Parabéns pelo Blog. Era exatamente isso que gostaria de fazer parte com todos vcs que estão querendo ir ao Québec. Olha tb sou Enfermeira há 10 anos, com especialização em Saúde da Família, sempre trabalhei com PSF (hoje é ESF). Venho lendo suas orientações acima e achei bastante interessante. Olha tenho 34 anos, e vou fazer um intensivo de francês pela Aliança Francesa nesses 6 meses pela frente, tenho uma filha de 6 anos e sou casada, meu esposo tem 43 anos( eles dizem que aceitam casais jovens até 35 anos).Cheguei até a fazer o teste online e foi apto dizendo que encaminhasse com a documentação, claro que coloquei como se tivesse concluido as 150h/aula.(vc pode fazer várias simulações) Não tenho nada de inglês. Se eu for a requisitante principal, meu esposo precisa fazer tb um curso de françes? Poderia ser em outra escola? Ele não tem nível superior, isso atrapalha? Gostaria de sua opinião.. Abraços Ana

    • Olá Ana, bom dia!

      Fico feliz saber que o nosso blog está sendo útil para vocês, e obrigado por ler e acompanhar.

      Quanto as suas duvidas seguem abaixo algumas informações que possam te ajudar:

      1) Quanto a sua familia as chances são muito boas por você ser enfermeira e ter uma filha de 6 anos. A idade do seu marido não é a ideal mas tudo bem se ele tiver uma experiencia profissional reconhecida.

      2) Conhecimento em Inglês conta pontos, mas não é obrigatório.

      3) O seu marido precisa falar francês igual a você, no minimo 150 horas. A entrevista é feita e francês com o casal.

      4) Você pode estudar frances em qualquer escola, não precisa ser na Aliança, nós mesmo fizemos na Babel em Curitiba. Indicamos que seja feito um teste de conhecimento em língua francesa e que esse teste seja anexado ao processo.

      5) O fato do seu marido na ter formação universitária é compensado por você ser enfermeira.

      Espero ter ajudado.

      Abraços,

      Alain Perenyi

  9. Olá Sheylla tudo bem? Também estou me preparando para ir para Quebéc porém ainda não enviei os formulários. Eu gostaria de saber se quando você enviou os formulários teve que anexar algum documento comprovando experiência em hospitais que você trabalha (ou) no Brasil.
    Estou estudando francês com uma professora particular. Será que isso pode atrapalhar algo na seleção? Há quanto tempo você está no processo para trabalhar lá?

    Obrigado.

    • Olá Mauricio.
      Os únicos documentos com relação a trabalho que enviei foi a carteira de trabalho, uma carta do hospital ( que vc pode pedir no RH mesmo ) comprovando que trabalho lá como enfermeira e os últimos 3 holerites de pagamento. Sempre trabalhei no mesmo hospital desde que me formei então foi mais fácil. Tem que comprovar os últimos 5 anos de trabalho, e o mais importante é a carteira de trabalho. Vc pode comprovar estágio também ( eu não mandei ) mas se quiser pode, tem q ter uma declaração de onde vc fez o estágio e de quantas horas foram feitas, para poder contar como experiencia.
      Sobre o francês eu te aconselho a fazer um teste de proficiência, quando enviei só comprovei 150h em uma escola, sem teste, mas como vc faz aula particular, o correto é fazer o teste mesmo. Nas palestras do governo do quebec atuais eles não estão mais falando para comprovar o francês com o minimo de 150 horas, e sim com o minimo um A2 ( não lembro exatamente se é A2, mas estão falando do teste e não de horas). Se eu fosse enviar agora faria o teste antes.
      Faz um ano e meio que pensei em ir… fiquei fazendo francês por um ano e dei inicio no processo em abril….

      Qualquer duvida pode perguntar, boa sorte

      Sheylla

  10. Olá Sheylla,

    Amei o blog! Muito útil para quem procura informações sobre enfermagem em Quebec.
    Sou estudante de Enfermagem, e estou cursando o ultimo semestre da faculdade. Iniciarei o curso de Francês no próximo mês. Sempre tive muito desejo de morar no Canadá, então quando soube que o mercado para enfermagem era amplo, fiquei ainda mais decidida em ir para Quebec.
    Porém, vi em um dos comentários, que conta pontos quem é casado e tem filhos… Sou solteira, e não tenho filhos.
    Seria realmente essencial ter filhos e ser casado (entre outros fatores) para receber aprovação, ou este fator não é tão importante?

    Obrigada.

    Abraços…

    • Olá Priscila,

      Ter filhos e ser casada conta pontos sim, mas não é necessário, conhecemos pessoas que foram aprovadas e são solteiras sem filhos.

      O que vai importar é o seu diploma de enfermagem, isso sim será um grande diferencial. Continue com o plano de estudar francês é obrigatório, e só de entrado no processo de Quebec após estar formarda.

      Qualquer duvida, estamos a disposição,

      Abraços,

      Alain Richard Perenyi

  11. Olá!!

    Gostaria de saber se vc sabe qual o e-mail da ordem dos enfermeiros de Quebec que eu solicito os impressos para iniciar o processo de equivalência de diploma estando ainda no Brasil??

    Desde já muito obrigada pela atenção!!

    Gostei muito do seu blog!!
    Alexandre

    • Olá… o e-mail é bureau-registraire@oiiq.org
      Eles demoram bastante pra responder, e já coloque no e-mail esses dados:
      Nom :
      Prénom :
      Adresse postale complète:
      Numéro de téléphone :
      Pays de formation :
      Année d’obtention de votre diplôme en soins infirmiers :
      Senão eles irão demorar mais um tempão para enviar um e-mail pra vc pedindo essas informações. Eles não responderam esse meu segundo e-mail e apos quase 2 meses de eu ter enviado chegaram os documentos para preencher pelo correiro.

      Boa sorte, qualquer duvida pode perguntar
      Abraco Sheylla

  12. Olá Sheylla, ótimo o seu blog.
    Gostaria se possível saber após a imigração como se deu locação de casa, apartamento, ou seja vc ficou em um hotel ou realizou contato antes???
    Outra dúvida é os móveis, as casa geralmente são mobilhadas???
    Pois creio que adiquirir tudo ai deve ser caro.
    Dá uma força para essa respostas, pois não tenho a mínima idéia de quanto se deve levar $$$$.
    Obrigada desde já.
    Abraço. Flavia.

    • Olá Flavia, obrigado pelo seu comentário.

      Ainda estamos no Brasil, passamos agora pela etapa de Quebec e devemos dar entrada no federal agora em Setembro,

      Mas tenho algumas respostas que podem te ajudar:

      1) Moradia procure no http://www.kijiji.ca/ , também existem lofts mobiliados para quem acabou de chegar custam em media de 600 a 900 dolares por semana quase 4x mais que alugar um imóvel.
      2) Não quero fazer propaganda nem dizer que vale a pena, mas existem empresas como a http://www.ola-quebec.ca que também dão uma mãozinha no começo, procurando apartamentos, escolas e etc… A dona é brasileira.
      3) Normalmente as casas não são mobiliadas. Outra dica é procure uma casa com aquecimento e utilities inclusos no valor do aluguel.
      4) Para pesquisar preços de movéis nada é mais BBB (bom bonito e barato) que o http://www.ikea.ca ; dizem que chega uma hora que voce enjoa pois a maioria das casas de imigrantes que voce visita tem moveis de lá e voce verá a sua cadeira ou sofá varias vezes…

      Bom espero ter ajudado.

      Abraços,

      Alain Richard Perenyi

  13. Valeu as dicas, Alain…

    Vcs fizerão esse contato prévio ou irão preferir chegar lá e procurar com mais calma???

    Tenho dúvidas do custo de montar uma casa lá, ainda mais que pretendo ir com minha filha.

    E na mala, quais as dicas para levar, visto que dificilmente usaríamos as roupas daqui, não sei vc por morar em Curitiba, talvez aproveite um pouco, mas enfim, o que preparar???

    Creio que para melhor adaptação os meses de “verão” Junho/ Julho, seriam os mais indicados, gostaria de saber a opinião e sugestão de vcs.

    Boa sorte, na próxima etapa, creio que vcs praticamente já estão lá.

  14. Sheilla .. muito prazer, meu nome é Daniella .. gostaria de fazer contato com você, na verdade, eu tenho APENAS uma perguntinha básica … sou fascinada por esta idéia de ir para o Canadá e, isso já faz uns 4 anos, rs .. Minha amiga tentou, mas não por este processo, tentou ir, apenas. Não conseguiu, visto negado, ok .. enfim .. Sou casada, meu marido é garçon, eu sou enfermeira (com pouca experiência e sem nenhuma especialização) e, tenho uma filha de 7 meses. Meu marido, FINALMENTE TOPOU IR .. porém, antes de começar a investir $ nesta idéia, gostaria de obter uma informação importantíssima, tenho 35 anos, o q vc me diz disso ? .. Tenho chance ? .. Maravilhoso o seu blog, encontrei ele hoje, vou varar a noite lendo pelo jeito, rs .. Obrigada pelas suas informações postadas aqui .. PERFEITO ! .. Parabéns ! .. Daniella.

    • Daniella,

      Obrigado pelos elogios ;)

      Respondendo a sua perguntinha básica, vamos lá:

      - Ser formada em Enfermagem e ter ao menos 1 ano de experiencia, já contam muito pontos no processo de Quebec, isso porque é uma profissão prioritária.
      - Ter uma filha de 7 meses contam mais alguns pontos, eles querem famílias novas com filhos pequenos que possam crescer dentro da cultura canadense.

      Em frente a esses dois pontos acredito que sua idade não seja nenhum problema, eles costumam dizer nas palestras que de 19 a 30 anos contam muitos muitos muitos pontos, de 30 à 35 anos contam muitos muitos pontos, de 35 a 40 anos contam muitos pontos, de 40 a 45 anos contam pontos e de 45 a 50 anos poucos pontos … rsrsrs

      Espero ter ajudado, é ideal que o seu marido tenho um curso técnico de chefe de cozinha essa tb é uma profissão prioritária lá.

      abraços,

  15. Olá Sheilla ,eu tenho 26 anos,sou solteiro e formado em administração hospitalar e enfermagem.Estou terminando a pós na FGV,e tenho experiência de 2 anos nas duas áreas.Trabalho em 2 hospitais,um com administração e o outro no CTI.Falo bem inglês,inclusive já dei aulas no CCAA,mas não tenho o menor conhecimento de francês…Tenho tb uma prima que já é cidadã canadense e mora em Toronto;ela e o marido trabalham lá e já compraram a casa própria ,mas eles são formados em informática e trabalham lá com isso.Como vc acha que devo proceder?Providenciar um curso de francês?Estou meio perdido…

    • Marcelo,

      Eu aconselho você a fazer um curso de francês pois para o processo via Quebec é indispensável.

      Agora se você não quiser estudar francês pode tentar o processo federal direto, mas já te adianto que é mais caro, mais exigente e bem mais demorado.

      Ouvi falar também que a província de Minitoba está com um processo de imigração, da uma pesquisada… lá eles não exigem o francês.

      Não tenho certeza mas acho que primos morando lá contam pontos porém não é possível fazer “apadrinhamento”.

      Abraços

  16. Oi Sheylla tudo bom?

    Parabéns pelo blog, adorei suas dicas!

    Sou solteira e formada como técnica em enfermagem!
    Gostaria de saber se com esse nível de especialização (juntamente com o francês) eu conseguiria aprovação? Pesquisei em vários lugares e não encontrei nada que me afirmasse se o nível técnico é aceito ou não para trabalhar no Canada!
    Pode me ajudar? Obrigada! bjus

  17. Obrigada! Ajudou muito sim! Espero que de certo!

    um beijo

  18. Paula Modesto

    Ola Sheylla, tudo bem?

    Estou terminando o curso de enfermagem no final desse ano e sempre quis ter uma experiencia no exterior, mas como ainda sou estudante e não entrei ainda no mercado de trabalho fica meio complicado. O que me aconselha a fazer? começa a estudar apenas o frances antes de se formar? É possível tentar dar entrada em documentos antes de completar a formação? Vale a pena tentar se candidatar?

    Obrigada pela atenção

  19. Wilson Monteiro

    Oi Sheylla tudo bem?

    Parabéns pelo blog, MUITO BOM MESMO!

    Estou com 23 anos e sou solteiro, fiz minha faculdade de enfermagem com o objetivo de ir pro Canadá (sempre quis morar fora do BR = D), me formei em dez/2011(fazem menos de dois meses, rs…minha experiência é só do ultimo ano de estágio, que eu acho que não conta), sou professor de inglês fazem 5 anos…
    (já dei aulas na Uptime(escola de inglês) e estou atualmente dando aulas de inglês em uma empresa de Petróleo e Gás), agora em Fev estou saindo de MG e indo começar a minha Pós em “Enf do Trabalho” no ES e procurar imediatamente um curso intensivo de francês \o/ para entrar pelo Quebec!
    Será que tenho chances de entrar no processo como “Resident Permanent Visa”?
    E pelo fato de eu ser solteiro, sem filhos e sem experiência nenhuma em enfermagem hoje?
    Tenho intenção de ao chegar no Esp. Santo começar a trabalhar na área de enfermagem, mas nada garantido ainda…(fé em Deus que vai dar certo)
    Desde já MUITO OBRIGADO!
    Parabéns mais uma vez pelo blog!

  20. Olá, achei as informações muito valiosas. Parabéns e obrigada por compartilhar isto. Sei que este post é antigo, mais achei o blog e como tenho muito interesse em trilhar este caminho estou aqui pedindo todas as informações possíveis.
    Sou estudante de enfermagem e termino a graduação este ano. Gostaria de saber como isso realmente funciona, estou perdidinha.

    Obrigada desde já

  21. Oi Sheylla, tudo bem?
    Meu marido e’ enfermeiro e eu sou fisioterapeuta. Voce, por acaso, saberia me informar se la tbm ha carencia de fisioterapeutas?

    Muito Obrigada

    • Oi Janaina,

      Até onde nós sabemos existe sim um mercado para fisioterapeuta, porém para voce exercer fisioterapia em sua plenitude no Canada voce precisa ter um mestrado no Brasil.

      Somente com a formação universitário voce consegue um licença de “técnico em fisioterapia”, é algo sim… não entendo direito mas um amigo meu é fisioterapeuta e me explicou isso.

      Abraços,
      Alain

  22. Olá! Estou no último ano de graduação em Enfermagem e tive duas professoras que já moraram em Quebec – uma delas se arrepende muito em ter voltado ao Brasil rs! Não tenho mais contato com elas, por isso gostaria muito de saber se ainda eles estão aceitando enfermeiross brasileiros com certa “facilidade”.
    Não sei francês, só inglês, pois morei 2 anos nos EUA. Fui passar o carnaval agora em Vancouver e achei muito burocrático até para o visto de turismo.
    Você acha interessante assim que eu me formar fazer francês e conseguir qualquer emprego para ter 1 ano de experiência? E depois que estiver razoável no francês tentar aplicar?

    Muito obrigada!!!

    • Olá Natalia…o processo continua sim. Quando apliquei fui liberada da entrevista por ser enfermeira, e minha parte federal do processo só demorou 3 meses. ( tem gente que está a 16 meses). Mas agora as coisas mudaram, precisa fazer a prova de francês e não sei como está para enfermeiros. O inglês ajuda, mas o francês é essencial, e eliminatório, não tem como fugir. Dizem que o processo vai acabar, mas sempre falam isso e nao é nada oficial, oque sei, é que cada dia que passa está ficando mais difícil e mais demorado.Quanto mais vc demorar para iniciar o processo pior. O problema é que antes de se formar não adianta aplicar, e é obrigatório experiencia tbem… Boa sorte, qualquer dúvida pergunte.
      Abraço Sheylla

  23. Morgana B da Silva

    Olá, fiquei muito entusiasmada com a história de vocês…
    Tenho 31 anos, faço enfermagem na UFSC, formo em 2015.
    Meu esposo tem 40 anos é formado em administração, fluente em inglês, temos uma filha de 3 aninhos.
    Neste ano iniciaremos curso de francês juntos.
    Temos intenção de ir trabalhar no Quebec, você acha que teremos problemas com a idade dele?
    Assim que eu concluir a graduação, com certeza estaremos expert no francês, iniciaremos com a parte burocrática da imigração….
    Sou téc em enfermagem e trabalhei por 7 anos em laboratório de análises clínicas… (só a título de informação, para conhecimento!)

    A pergunta é, será que teremos problemas por causa da idade de meu marido? eu não tenho experiência na área como enfermeira. (apenas como téc. enfermagem).

    Acompanho vcs sempre!
    abraços

    • Oi Morgana!

      Mil desculpas pela demora em responder, é que realmente a correria está grande!

      Fico super feliz em ver que o blog está sendo um fonte de informações para todos!

      Não vejo problema na idade do seu marido, ele é novo para o Quebec, lembre que a população lá é bem mais velha que aqui…

      Para o processo de imigração oque conta é experiencia de trabalho independente se é como técnica ou enfermeira.

      Agora com certeza você deve concluir a faculdade antes de submeter o dossiê para o Quebec.

      Espero ter respondido as suas perguntar, se ficou algo pendente me escreve sabeaquele@hotmail.com

      Abraços,

      Alain

  24. Oi Sheilla ameiiiiiiiiiiiiiiiiiii seu blog estou no ultimo ano da faculdade e estou no nivel A2 do curso de françês na Aliança Francesa, sou estagiaria de enfermagem a 1 anos tenho 28 anos e viuva e tenho 1 filho de 8 anos, vc acha que tenho chance.
    E vc já conseguiu ir pra Quebéc quanto tempo demorou todo este trajeto……. de migração

    Att,
    Lilian

    • Olá Lilian,

      A She está toda enrolada com os preparativos para viagem mas está aqui agradecendo que você acompanha o nosso blog.

      Eu acho que você tem sim chances de imigrar, mas é fundamental que você tenha o diploma antes de se candidatar, quanto a experiencia exigida vale o estagio.

      Nos vamos para Montreal no dia 28 de Maio.

      Nosso time line é:

      [10/01/12] – Recebemos os passaportes com os vistos.
      [22/12/11] – Envio dos passaportes.
      [14/12/11] – Solicitação dos passaportes.
      [08/12/11] – Chegaram os exames médicos.
      [05/12/11] – Fizemos os exames médicos.
      [21/11/11] – A novidade chegou, o pedido do exames médicos!
      [15/09/11] – Enviamos os documentos da etapa federal para Consulado do Canadá.
      [12/09/11] – Recebemos por Correio o CSQ
      [02/09/11] – Recebemos um E-mail do BIQ vamos receber o CSQ por correio. Sem entrevista
      [20/05/11] – Recebemos uma Carta do BIQ dossiê aprovado aguardem convocação para entrevista.
      [03/05/11] – Recebemos uma Carta do BIQ confirmando a abertura do nosso processo.
      [01/04/10] – Envio do dossiê ao BIQ
      [15/03/10] – A idéia Gelada apareceu

      Abraços,

      Alain Perenyi

  25. Márcio Pimentel Figueiredo

    Olá Sheylla, parabéns pelo seu blog.
    Sou técnico de enfermagem há mais de 20 anos, tenho grande experiência em emergência e clinica médica, estou terminado a graduação agora em junho,e durante um estágia conheci uma enfermeira ( supervisora do estágio )que falou maravilhas da enfermagem do Canadá, dizendo inclusive que era a melhor do mundo, e por isso me interecei em pesquisar e sem querer encontrei o seu blog, minhas dúvidas são: A enfermagem do Canadá é realmente a melhor do mundo? ( confesso q me senti menosprezado! )Tenho 44anos, minha esposa tem 42anos é técnica em enfermagem e esta no 3ºperíodo de enfermagem, meu filho + velho tem 19anos e tb é téc em enfermagem, minha filha tem 17anos e estuda turismo no 2º grau e ai vai a minha pergunta vc acha que teria eu alguma chance de ir para o Canadá?
    um forte abraço!

    • Márcio,

      Primeiro muito obrigado por acompanhar o nosso blog. Eu acredito que você tenha chances sim, na verdade existe um pré teste no site de imigração do Quebec, sugiro que você faça esse pré teste, ele é anonimo e sem qualquer tipo de custo.

      Feito o teste você saberá se pode se candidatar ao CSQ (Certificado de Seleção do Quebec).

      Abraços,

      Alain

  26. ola scheylla maravilhoso seu blog ,sou tecnica de enfermagem ha 18 anos, estou buscando informaçoes para trabalhar no canada,sera que consigo emprego coo tecnica de enfermagem la,sera que vc pode me ajudar com informaçoes,obrigada, marli

    • Olá Marli, tudo bem?

      Que bom que você gostou do blog, a cada elogio nos sentimos mais motivados a continuar escrevendo.

      Infelizmente não sei como funciona para técnicos no Canadá, mas tem como imigrar sim…

      O mais indicado é que você assista uma das palestras de imigração do Quebec.

      Desculpe não poder ajudar muito.

      Um abraço,

      Alain e Sheylla

  27. muito obrigada, marli

      • Oie….Gostaria de saber se vc tem face ou email para nos comunicarmos…Meu nome é hevila ,moro em fortaleza, e termino no final do ano a faculdade de enfermagem e pretendo da entrada no processo ano que vem ….
        meu email é hevilaramalho@hotmail.com
        e meu face HEVILA ARAUJO.
        se vc me adicionar …assim faic mais facil nos comunicarmos…VC PARECE UMA PESSOA SUPER LEGALE DETERMINADA ..ESSAS PESSOAS SEMPRE É BOM ESTAREM PERTO DA GENTE…
        merci e bonne chance !

      • Ola Hevila, já te adicionei no face…obrigada pelas palavras. beijos Sheylla

  28. Como enfermeira ja atuante no QC, posso fazer algumas observaçoes ?

    salarios = como CEPI (candidata ao exercicio) o salario é fixo em 19 dolares
    depois ha variaçoes salariais conforme os anos de experiencia, e 40 dolares por hora é a ULTIMA échelle. (para quem tem mais de 15 anos de experiencia)

    nao chega-se NEM PERTO dos salarios dos médicos. Uma enfermeira fara, no maximo, 100K (*TOP*) e um médico COMEÇA a profissao com esse valor, podendo chegar até os 300K.

    para a equivalencia = a OIIQ analisa o dossier do candidato e definiria se devera fazer curso+estagio ou so estagio. Esta equivalencia nao é feita na universidade em sim em CEGEP.
    O prazo minimo é de 6 meses e o maximo (se precisar de geronto e psiquiatria) 1 ano.

    Para trabalhat obvio que devemos dominar o frances, mas o exame do OQLF (obrigatorio para os profissionais diplomados no exterior) é muito facil, chega a ser ridiculo.

    Ha muita vaga, isso é fato.
    Bonne chance,

    dica que vale ouro ==== SE POSSIVEL, chegem ao QC quando estiverem com o OK da OIIQ em maos.

    • Obrigada pelas dicas Gabriela, tinha feito esse post a mais de um ano e realmente tinham coisas erradas que nem tinha percebido. Sempre ouço falar que a prova de frances é super dificil, que vc tem q ser fluente,etc… não é verdade então? vc fez o estágio direto ou teve q estudar? vc mora em montreal? beijo Sheylla

  29. Olá Sheylla,
    A enfermagem é regulamentada certo??? Gostaria de saber se vc já encaminhou sua documentação (e quais são elas), e se encaminhou sozinha os Documentos solicitados para o pedido de Certificado de Seleção, que consta no site oficial. Quando li tive muitas dúvidas principalmente quando a documentação pessoal. Ela deve ser traduzida tembém (RG, Diploma, certidão de casamento), enfim, aguardo informações.
    Abraços. Flavia.

  30. Muito Bom post.

    Realmente, este flagelo agrava em muito a situação do pessoal…

    Na esperança de poder ajudar,

    deixo alguma informação adicional sobre trabalho temporário… não é solução, mas pode contribuir para um começo diferente… As pessoas não podem é desanimar! Força aí!

    Trabalho e Empregos Temporários para os Jovens Encontra tudo sobre o trabalho temporário para jovens. Descobre onde, como e em que contexto esta poderá ser uma solução! http://www.trabalhoparajovens.blogspot.com/

    Força!

  31. Olá, Me chamo Alessandra, sou solteira estou cursando o ultimo semestre de enfermagem. Gotaria muito de ir por canadá, estou pensando em fazer francês durante 1 ano, enquanto isso adquirir expêriencia na área… Tem algum outro pré-requisito pra seleção?

  32. Oi Sheylla,

    Li num post anterior aqui que seriam 8 anos para receber o título de enfermeiro no Canada… Eu moro no Canada (Toronto) e pesquisei muito sobre cursos de enfermagem por aqui, pois é o que quero fazer. Para receber o diploma de bacharel – Bachelor of Science in Nursing (BSN) – são apenas 4 anos aqui! Não acredito que no Quebec seja tão diferente – 8 anos é para medicina que eu saiba. E ainda aqui no Canada tem a vantagem, que não existe no Brasil, para quem tem o Practical Nursing Diploma (equivalente ao técnico no Brasil) poder aproveitar os 2 anos de estudos do técnico para dar continuidade aos estudos e formar-se como Bachelor of Science in Nursing em apenas mais 2 anos, somente terá que fazer um curso preparatório, que dura em torno de 3 meses antes de começar o BSN. E istó vale para técnicos formados em outros países também, só que neste caso terão que estudar um pouco mais para receber a validação do diploma aqui, além de todos os tramites de imigração, tradução, testes e etc, é claro.
    Pelo que li nas minhas pesquisas sobre enfermagem no Canada, enfermeiros aqui desenvolvem muito mais funções do que no Brasil. Porém nos EUA é ainda mais abrangente a função do enfermeiro. Aqui no Canada ainda é recente a formação de enfermeiros anestesistas, enquanto que nos EUA esta profissão – ou ramo da enfermagem – já é regulamentada a anos (tem que ter experiência de no minimo 1 ano como enfermeiro em centro cirurgico ou UTI, para inscrever-se no curso que são + uns 2 anos de estudos). Outra função nos EUA é a de First Assistant (primeiro assistente), é o enfermeiro que auxilia o cirurgião, podendo até suturar/fazer o fechamento da cirurgia dependendo do caso. Também foi aprovado, não a muito tempo no Canada, porém já existe a anos nos EUA é a profissão de Physician Assistant (médico assistente), é algo entre enfermeiro e médico, auxilia o médico, porém pode fazer alguns diagnósticos e procedimentos que enfermeiros não podem. Para quem tem formação de bacharel são necessários + 2 anos de estudos para receber o título de Physician Assistant.
    Pelo que conclui em minhas pesquisas é de que o campo para exercer a profissão de enfermeiro no Canada é maior do que no Brasil, porém menor do que nos EUA…
    Uma dica para quem quer vir para cá, não pense que é tudo um mar de rosas. Algumas, muitas coisas são melhores do que no Brasil é verdade, porém outras são piores. Se você tem e pode manter um plano de saúde no Brasil, continue contribuindo mesmo se vieres para cá. As coisas não acontece muito rápido por aqui não. Talvés pelo sistema de saúde daqui ser totalmente público ou pela falta de profissionais de saúde, espera-se meses para fazer um exame. Exemplo: meu chefe machucou o ombro, criou um ematoma enorme que se alastrou por todo o braço, o médico dele pediu uma ressonância magnética para verificar a necessidade de cirurgia – desconfiava de rompimento tendões. O tempo de espera para fazer este exame foram 3 MESES! E aqui não tem a opção de pagar particular ou pelo plano de saúde, o jeito é esperar. No Brasil pelo menos tem-se a opção de fazer perticular/plano se for urgente…
    Eu estou aplicando para residência permanente no Canadá através do programa de caregiver, porém como o processo está muito demorado (quase 3 anos) estou pensando em voltar para o Brasil fazer o técnico de enfermagem lá e quando receber minha residência volto e dou continuidade nos estudos aqui, já que sem residência permanente é muito caro para estudar aqui. E no futuro ir trabalhar nos EUA… não custa nada sonhar ;)

  33. Oi! Meu nome e Edlaine tenho 30 anos, estou na enfermagem há 11 anos e tenho 6 anos de experiência como enfermeira obstetra, meu marido tem 35 anos, formado em contabilidade e pôs graduado.É bancário e professor universitário. Já fomos para o Canadá 3x, 2 no verão e uma no inverno. Temos a intenção de imigrarmos em busca de qualidade de vida.Temos uma filha de 15 meses e fazemos francês há um ano meu marido será o requerente principal, pois estão exigindo inglês também e eu não falo nada apesar de entender bem. Tenho amigos que moram em Quebec há 4 anos estão bem e felizes. Minha duvida é tenho que dar entrada no prossesso de imigração primeiro e só depois solicitar avaliação do meu currículo ” equivalência” ou posso iniciar por ele, pra já me preparar no caso de ter que estudar ou fazer estagio… Se sim para onde encaminho os documentos…. E o COREN conhece o processo??? Em que fase vcs estão??? Obrigada e boa sorte.

  34. Ola, vc sabe alguma coisa sobre a imigraçao para outras regioes do canada? Tem demanda na area de enfermagem tbm ou eh so no quebec? No brasil sou formada em medicina, mas quero fazer a facul de enfermagem la mesmo no canada ao inves de revalidar meu diploma. Tenho ingles avançado, mas nao sei nada de frances, entao prefiria nao ir pro quebec…

  35. Wellinja Laura

    Olá Sheylla e Alain

    Bem eu e meu namorado estamos começando a pesquisar sobre o Canadá, até fomos em uma palestra do consulado de imigração para québec. Eu só me formo no final de 2013, mas já estou me informando para quando chegar a hora de enviar a documentação já está tudo certinho!
    Tenho 3 dúvidas e se vcs puderem me esclarecer seria ótimo… 1ª é necessário ter experiência na área aqui no brasil? e mínimo de quanto tempo? e a 2ª e mais importante tem algum local que eu possa desde já ver a equivalência de meu currículo, pq naquele documento que vcs postaram tem informando, mas eu fiquei em dúvida com relação a descrição das cadeiras… 3ª posso fazer a complementação aqui no Brasil?

    Gostaria de dizer que adorei o blog de vcs, foi onde encontrei informações mais concretas. Adorei de verdade.

    Beijos, Wellinja Laura

  36. Oi, estou terminando o curso de enfermagem, não sei francês, só espanhol, mas pretendo estudar francês para ir para Quebec, gostaria de saber qual especialização está precisando mais lá?? ou qualquer especialização lá é bem vinda? Obrigado.

  37. Olá…
    Fiquei muito feliz em conhecer esse site. Como muito aqui eu tenho um sonho e sei das dificuldades e desprazeres, porém, sei que posso lutar e sei que com fé em Deus, eu vou conseguir realizar.
    Não sou rico e nem tenho uma família rica, e isso tornará o meu processo mais difícil, mas creio que com a ajuda de vc em tirar minhas dúvidas, eu conseguirei.
    Meu nome é jorge, sou técnico de enfermagem e tenho experiência de 5 anos; estudo também enfermagem e estou no 5 período e terminarei o curso no primeiro semestre de 2014. Como minha idade não me favorece, pois terminarei a faculdade com 33 anos e 6 meses, não conseguirei trabalhar como enfermeiro, só terei experiência como técnico; isso conta?
    Além disso ainda estou começando o curso de Inglês e gostaria de saber se posso fazer esse curso em qualquer escola de Francês, ou teria que ser na Aliança Francesa ou no SESC?
    Ouci falar em equvalência de diploma, mas por quanto tempo terei que fazer essa equivalência e quanto em dinheiro devo levar até terminar essa equivalência?
    Terei um ano depois de formado para conseguir o visto, mas se eu conseguir o de Quebec, que é o que quero, antes dos 35 e só conseguir o outro aos 36 eu ainda poderei ir, visto que eu consegui o de Quebec aos 35?
    Nossa, tenho muitas dúvidas e espero que vcs me compreendam e me desculpem.
    Terei que ficar sem trabalhar durante o processo de validação de diploma? e o governo ajuda em algo?
    O que é preciso fazer para ser enfermeiro em Quebec.
    Que Deus abênçoe vcs e agradeço de todo o meu coração.
    E-mail: jorgeluiz200@hotmail.com

    • Olá Jorge!! Que bom você gostou do blog!

      Veja bem eu nem a minha esposa somos especialistas em imigração (risos), somos apenas uma família de imigrantes compartilhando nossas experiências.

      Até a onde eu sei os estágios da universidade valem como experiência profissional.

      Não se preocupe com idade 35 ou 38 não faz diferença nenhuma no seu caso, use toda essa preocupação para aprender o Francês!

      Com sorte seu diploma será reconhecido em 8 meses, e você devera ou não fazer alguma matéria aqui, isso depende muito de caso para caso. Se vc não falar ao menos francês esqueça o reconhecimento.

      Existe aqui um curso de francês fornecido pelo governo, se você fizer em tempo total o governo te da uma ajuda de custo de 120 dólares por semana.

      Vou fazer um post sobre o custo de vida em Montreal.

      Espero ter ajudado…

  38. Posts muito bons, de todos, pessoal gostaria de tirar uma duvida, depois de formado como bacharel em enfermagem 6 meses de experiencia e com um nivel razoávelmente bom em francês, quais são minhas chances??

    • Rodrigo desculpe a demora em te responder… Eu acredito que você terá boas chances, mas essa é minha opinião particular. Você pode conversar com o Pierre da Dex Consulting. Boa sorte!

  39. Casal ideia gelada, eu me chamo Naiara. Terminarei o curso de enfermagem ano q vem, mas ja estou me preparando no Francês. Só que ainda sou bem nova(20 anos) e nao sou casada..Isso pode me atrapalhar e um requisito a menos?

    • Olá Naiara!! Obrigado por acompanhar o nosso Blog! Certamente a idade é um diferencial mas para melhor! Quanto mais nova melhor… Não ser casada não é um fator eliminatório. Agora estude muito muito francês porque imigrar sozinha não é nada fácil ;)

  40. Ana Carolina

    Oi Sheylla, Eu estou no meu primeiro ano de Tec. de Enfermagem, gostaria de saber se a Tec. de Enfermagem também tem essa mesma oportunidade do Enfermeiro. Por favor, gostaria de mais conselhos, do que fazer …

  41. Olá Sheylla parabéns pela iniciativa do blog, muito bom, eu sou advogado e minha namorada (futura esposa) é enfermeira gostaria de perdir dicas para o preenchimento dos formulários, cidade no Québec que possa ajudar mais no processo? a pessoa mais indicada para requerente principal? se ligado a profissão ou a fala? 150 horas de francês são suficientes para no mínimo a entrevista? coisas assim, se puder me ajudar agradeço.

    Att, Saulo.

    • Oi Saulo, bem vindo!

      Desculpe pela demora em responder, mas passamos por uma fase offline.

      O processo mudou bastante nesses últimos meses.

      Converse com o Pierre da Babel ele foi nosso consultor de imigração e esta com todas as informações atualizadas.

      http://www.babelgroup.com.br/

      Diga que fomos nos que indicamos ele ficara feliz.

      Abraços,

      Alain

  42. Flavia Brito

    Olá casal….

    Estou a mais de um ano acompanhando vcs, mas creio que esteja difícil o tempo para responder, postar novidades, informações, enfim….
    Estou ansiosa para saber como foi o ínio ai, se Sheylla já está trabalhando, se foi necessário fazer estágio, se há mais oportunidades na nível hospitalar ou em saúde pública ou da família (não como seria ai).
    Afinal o sonho foi como imaginaram ou houve decepção???

    Aguardo novas informações, dependendo delas nos encontramos ai um dia, afinal estou firme no francês e com muita vontade de imigrar.

    Abraços carinhosos de mais uma família torcendo por vcs !!!!!

  43. olá gostaria de saber se tambem serve tecnico de enfermagem?

  44. Ricardo Costa

    Olá. Sou estudante de Enfermagem, já faço intercâmbio aqui em Portugal e ano que vem assim que terminar a graduação pretendo iniciar meus estudos no Canadá. Já faço curso de francês, estou no nível intermédio, até ano que vem devo termina-lo. Será que haverá problema quanto a minha imigração por eu ser solteiro? As faculdades de enfermagem a nível de pós-graduação são muito boas? O custo de vida é em conta? Desculpa te encher de perguntas, mas é que desde que iniciei o curso tenho o sonho de estudar no famoso Canadá por ter uma enfermagem de ponta, e gostaria de realiza-lo.
    Abraço e muito obrigado!

    • Ricardo,

      Na verdade estamos um pouco por fora do processo de imigração pois faz quase um ano que já estamos em Montreal.

      Existem ótimos cursos na área de enfermagem mas todos exigem registro na ordem dos enfermeiros ou seja estudar só é possível depois do reconhecimento.

      O tempo médio para reconhecer um diploma de enfermagem e registrar na ordem é de 18 meses e no final tem uma prova para obtenção do registro definitivo.

      Boa sorte

      Alain

  45. Olá Casal!!!

    Também sou enfermeira, terminei minha residência recentemente, e moro em Curitiba. Fiquei super animada com essa aventura. Sempre sonhei em morar fora do Brasil mas nunca tive oportunidade.

    Gostaria de saber em qual escola vocês estudam francês. Ou qual recomendaria.

    O processo de ida dura em torno de dois anos mesmo?

    Conheci uma enfermeira colombiana que está em Quebec e esta fazendo um curso técnico lá para ganhar experiência profissional. Será que é necessário esses estágios? Ou só a experiência profissional aqui conta?

    Acompanharei o blog de vocês e quem sabe a gente possa se encontrar pessoalmente um dia.

    Abraçosss

    Clara N.

    • Olá Clara!

      Estudamos com na Babel Água Verde vá lá e converse com a Leila fale que nos que indicamos ela ficara feliz, você também pode falar com o Pierre lá ele é consultor de imigração fez todo o nosso processo.

      Boa sorte! Abraços,

      Alain

  46. Jéssica Silva

    Olá Sheila, Parabéns muito bom seu blog.
    Eu me formei em enfermagem e agora estou cursando enfermagem do trabalho, você sabe se essa é uma hora boa pra poder tentar ? Gostei muito da idéia em fazer francês mas queria saber se compensa no que eu quero exercer e outra tenho apenas 21 anos, solteira mas eu já me encontro trabalhando na área.

    Obrigada

    Jéssica

    • Jéssica olá!

      Obrigado por participar do nosso blog!

      Eu aconselho você a falar com o Pierre da Babel Group, houveram mudanças no processo de imigração e eles estão por dentro das novidades.

      Diga que fomos nos que te indicamos eles ficarão felizes e nós também.

      Boa sorte e precisando estamos aqui ;)

      Abraços,

      Alain

  47. Jéssica Silva

    Sheila e como eu faço pra falar com ele?? To com tanto interesse e ansiosa que já estou vendo o preço do curso de francês, rs.

    E eu digo sim, pode deixar, muito obrigado mesmo :)

  48. Jéssica Silva

    Você sabe de alguma consultoria em SP que possa me dar um suporte?

  49. Olá estamos morando em Montreal a quase dois anos, procura o meu marido no facebook Alain Richard Perenyi ele pode te dar dicas legais de intercâmbio aqui no Canada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 80 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: